Natural de Esteio (RS), Ranolfo Vieira Júnior é casado, tem 52 anos e três filhos com idades entre 15 e 20 anos. Servidor público há 31 anos, é delegado de polícia desde 1998 e dirigiu o Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), por seis anos. Entre 2011 e 2014 foi Chefe de Polícia do RS, período em que criou a Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Presidiu o Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil do Brasil (CONCPC), órgão que congrega as polícias civis dos 26 estados e Distrito Federal. Formado em Direito e com especialização em Gestão de Segurança na Sociedade Democrática, é professor da ULBRA Canoas e da Academia da Polícia Civil (ACADEPOL/RS). Em 2014 concorreu como deputado estadual. Em sua primeira eleição, conquistou 27.336 votos, sendo o 9º candidato mais votado da nominata do partido nesta eleição. Após esta primeira empreitada na política, passou a coordenar a bancada do PTB na Assembleia Legislativa. Em 2017, foi nomeado Secretário de Segurança Pública e Cidadania de Canoas. Durante sua gestão, o município adquiriu 45 novas viaturas, das quais 22 foram doadas aos órgãos de Segurança Pública do Estado, finalizou o treinamento e iniciou as atividades de guardas municipais armados na cidade. Sua administração também foi marcada pela redução nos índices de criminalidade, como nos casos de furto e roubo de veículos. Outro dado comemorado pelo gestor foi o fato de que Canoas não registrou nenhum crime de latrocínio (roubo seguido de morte) durante toda a sua gestão. Em setembro de 2017 foi escolhido pré-candidato do PTB ao governo do Estado. Em maio de 2018, o PTB formalizou a indicação do nome de Ranolfo como candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Eduardo Leite (PSDB).